quinta-feira, 10 de abril de 2014

II Encontro Regional reuniu mais de 100 catadores

A comissão de catadores, através do Projeto Profissão Catador, patrocinado pela Petrobras, Secretaria Nacional de Economia Solidária e executado pela Unicruz, em parceria com o executivo municipal, realizaram na tarde da última quarta-feira, na Unicruz Campus, o II Encontro Regional de Catadores. A atividade fez parte da programação do IV Fórum de Sustentabilidade do COREDE Alto Jacuí, na Unicruz Campus. 

O encontro envolveu mais de 100 catadores de Cruz Alta, Júlio de Castilhos, Tupanciretã, Salto do Jacuí, Santo Ângelo e Boa Vista do Cadeado. A atividade iniciou por volta das 15 horas e 30 minutos, com o relato das senhoras Margarete Vidal e Celedir dos Santos, que na oportunidade representaram a Associação de Selecionadores de Materiais Recicláveis, ASMAR de Santa Maria, onde puderam debater de forma informal e interativa, as realidades das diferentes associações de catadores. 

No encontro, Margarete Vidal salientou o quanto é bom perceber a evolução e a valorização do trabalho de catador, “estamos falando de catador para catador, de companheiro para companheiro e hoje estou feliz de ver que estamos dentro da Unicruz debatendo questões sobre o nosso trabalho”, emocionou-se.  

Após o público realizou perguntas para as representantes da ASMAR, onde posteriormente foi servido um coquetel aos presentes e também foi disponibilizado brinquedos infláveis para os filhos dos catadores brincarem.

Na conclusão do evento, ocorreu uma dinâmica de grupo, com os diferentes relatos das representações de catadores de Cruz Alta, Júlio de Castilhos, Tupanciretã, Salto do Jacuí, Santo Ângelo e Boa Vista do Cadeado.

Na oportunidade o Presidente da Associação de Reciclagem e Educação Ambiental de Santo Ângelo, ECOS DO VERDE, Adair Tomazi, relatou sobre a importância da união e organização dos catadores, “poderíamos criar uma rede de catadores que tivesse o envolvimento de Santo Ângelo, Giruá e Ijuí, junto a Cruz Alta, Júlio de Castilhos, Tupanciretã, Salto do Jacuí, Santo Ângelo e Boa Vista do Cadeado”, propôs durante a dinâmica.

Na mesma atividade, o catador individual de Boa Vista do Cadeado, Luiz Itamar, contou que procura unir o trabalho de catador com a história. “já encontrei muitas raridades como livros, discos, fotos históricas de pessoas importantes, entre outros”.  

A Presidente da Associação ACCMR de Júlio de Castilhos, Claudia dos Santos, disse que aos poucos, a Associação vai se estruturando, “todas as associações possuem dificuldades no início de suas atividades, mas não iremos desistir”.

A Presidenta da Associação de Catadores do Salto do Jacuí, Renata Silveira, “afirmou que assim como Júlio de Castílhos e Tupanciretã, com o apoio da Unicruz, através da Secretaria Nacional de Economia Solidária, os catadores estão com uma ótima expectativa para os próximos anos”.

O representante da Associação de Catadores de Tupanciretã, Cristiano Machado, disse que a formação, fortalecimento e organização dos catadores são fundamentais para o desenvolvimento do trabalho, “estamos nos organizando e buscando o apoio da Petrobras”.

Concluindo a dinâmica de grupo, a Catadora do Bairro Jardim Primavera 2 de Cruz Alta, Adriana Medina Albuquerque, expressou que tem orgulho de ser catadora, “estamos crescendo e cada vez com mais apoio e por isso temos que nos unir”.  

Também esteve no evento, acompanhando os catadores, o Secretário de Meio Ambiente de Tupanciretã, Luis Afonso Costa da Silva.








































         Fonte: Assessoria de Comunicação do Projeto Profissão Catador

Nenhum comentário :

Postar um comentário