quinta-feira, 6 de dezembro de 2012

Querer não é precisar: Por uma infância com baixo teor de consumo


O Instituto Alana, em parceria com o Ministério do Meio Ambiente, lançou a cartilha Consumismo Infantil: na Contramão da Sustentabilidade. O livreto apresenta dicas para pais e educadores lidarem com as crianças, cada vez mais expostas ao apelos da mídia para o consumo.
A cartilha integra o Projeto Criança e Consumo desenvolvido desde 2006 pelo Instituto Alana, com apoio do Ministério do Meio Ambiente.
A secretária de Articulação do ministério, Samyra Crespo, explica que a ideia de apoiar o projeto surgiu da necessidade de se manter um trabalho de conscientização infantil sobre o consumo sustentável.
            - O ministério não poderia ficar de fora de um projeto de instrução para essas crianças. A criança. A criança brasileira é a que mais tempo permanece em frente à televisão: são cinco horas por dia. Consequentemente, essa criança fica mais exposta aos anúncios e a publicidade, que estimulam o consumir pelo consumir – destaca Samyra.
             Para a secretária nacional do Consumidor, Juliana pereira, é preciso modificar desse quadro.
- A criança aprende desde cedo que ela só alguém se tiver tênis de marca, ou o celular do momento. É isso que temos de mudar – explica.

Onde encontrar:
Site do Ministério do Meio Ambiente: http://www.mma.gov.br/publicacoes/responsabilidade-socioambiental/category/90-producao-e-consumo-sustentaveis

Nenhum comentário :

Postar um comentário