segunda-feira, 10 de junho de 2013

Catadores de materiais recicláveis criam labirinto em ação de conscientização

Catadores de materiais recicláveis de Campo Grande de quatro cooperativas e uma associação montaram um labirinto com materiais recicláveis na Praça Ary Coelho. O objetivo é conscientizar as pessoas da importância da reciclagem. A ação conta com apoio da prefeitura que disponibilizou ainda distribuição gratuita de mudas do viveiro municipal.
De acordo com o presidente da Coopermaras (Cooperativa de Catadores de Materiais Recicláveis dos Aterros Sanitários), Daniel Arguello Obilar a iniciativa foi uma forma de chamar a atenção da população para o problema do lixo e conscientizar sobre a importância da reciclagem.
Ao entrar no labirinto de materiais recicláveis, o visitante vê de perto o lixo coletado que muitas vezes é descartado de forma incorreta. “Muitos desses materiais a gente retirou de bueiros pro exemplo”, explica o vice-presidente da Copernova, Sebastião Ferreira.
Cartazes colados pelos becos, fazem o passeio pelo labirinto sem ainda mais instrutivo. Mensagens como ‘Tome um banho mais curto. A cada 2 minutos a menos você economiza 40 litros d’água’, estão pelo percurso. 
Sebastião explica que muitos do produtos que eles catam não tem preço para venda, mas que o serviço dos catadores é muito mais que renda. “Jornal, pneu, saco de cimento, essas coisas não tem preço, mas retirando elas do meio ambiente a gente evita enchentes e pode ate estar salvando uma vida sem saber”, declarou.
A empregada doméstica, Roseli Avalhaes, 46, que acabava de sair do labirinto achou a ideia fantástica. “É muito boa a ideia, fantástica. Eu até separo meu lixo, mas como não tem quem recolha ele acaba indo pro aterro e se misturando de novo”, pontuou. 
O secretário Municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano, Odimar Luis Marcon, esteve na praça e segundo ele, o labirinto ecológico tem como objetivo, além de conscientizar pela preservação do meio ambiente, mostrar para onde vai o lixo.
“Coleta seletiva é cidade bonita e preservação ambiental. Também uma oportunidade de as pessoas verem que é nobre tirar o lixo do chão, vergonha é jogá-lo de forma inadequada”, ressaltou.
Questionado sobre as ações para incentivar a população a separar o lixo, Marcon explicou que essa é uma das atribuições da Solurb – concessionária da coleta de lixo – mas que há planejamento sobre o assunto.
No local ainda estavam sendo distribuídas mudas de plantas frutíferas acerola e pitanga.
 
 

Nenhum comentário :

Postar um comentário